24 outubro, 2008

medo mesmo

Caracas, outro dia desses fiz um post sobre meu TOC da hora, e só agora que eu vi que a postagem foi feita exatamente às 11:11. Tô com medo.

22 outubro, 2008

todo dia ela faz tudo sempre igual

energy drink 2

Preciso mudar o horário de tomar o caldinho da alegria (lê-se energético). Às 6 da tarde não ta dando certo, pois fico acesa até as 4 da manhã. Melhor adiantar um pouco, quem sabe umas 4 horas antes, assim eu durmo ali pela meia-noite e tá bom d+.

PS: essa parada funciona mesmo. Indico como paleativo, mas acredito que a longo prazo não seja la muita vantagem.

Como começar bem o dia

Amigo Farinha me convidou para tomarmos café juntos, como antigamente, e eu prontamente caí da cama e atendi ao chamado. Eu já não lembrava como era bom começar o dia rindo horrores de bobeiras cotidianas... das pessoas bizarras no elevador, das inúmeras histórias hilariantes do jeito Farinha de ser.
Faz falta... minhas manhãs já foram mais felizes e eu sabia.

21 outubro, 2008

energy drink

huahuahauhauhauhauah resolvi tomar energético ontem pra me manter acordada durante a aula, pois não é que a pilha foi acabar lá pelas 3/4 da madrugada. E ainda me senti disposta a dar uma estudada antes de me forças a deitar, já que eu tinha que vir trabalhar.
Começo a pensar em fazer dessa bebida uma constante em minha vida, tipo tomar uma latinha de manhã e outra lá pelas 6 da tarde, assim de repente, eu começo a produzir mais.
Será que esse troço faz mal se tomar todos os dias????

TOC da hora

Acredito que peguei o TOC da hora... praticamente todos os dias eu olho para o relógio às 11:11h. E não é que eu fique olhando dar 11:09, 11:10, para enfim ver o 11:11. Eu simplesmente olho pro relógio e tá lá 11:11. Que diabos. Pensei que com o horário de verão isso fosse mudar, que meu organismo ja tinha se adaptado a olhar para o relógio e tals, mas não, hoje, segundo dia útil de horário de verão, olho no relógio e... 11:11.

PS: já peguei várias vezes o 22:22 e tbem uma vez o 3:33.
Tô com medo.

18 outubro, 2008

Pára que eu quero descer!

Como diria Roberta, o mundo é realmente muito estranho, pára que eu quero descer.
Estou eu vindo pra casa de mamá fazer a refeição nossa de cada dia entre uma aula e outra e cruzo com duas figuras vestidas, pintadas, totalmente caracterizadas de ninguém menos que Coringa. Em plena luz do dia e não tinha nenhuma festa à fantasia nem nada parecido nas redondezas, era simplesmente o desejo de ser escro, quer dizer, diferente. Com direito a sobretudo roxo, colete verde e tudo o mais.
Até bem pouco tempo o legal era ser o mocinho, vestir de herói e tals... agora, pelo visto, legal mesmo é ser o vilão.
Que povo estranho.

16 outubro, 2008

previsões by Google

Sorte de hoje: Você terá uma velhice confortável com riqueza material.

huahauhauhauhauhauahua
Estou aguardando ansiosa!

15 outubro, 2008

Reflexões 2

Mantendo a linha sobre reflexões, mas agora partindo pra um rumo totalmente avesso do que vinha até então. Resolvi fazer terapia. eeeeeeeeehhhhhhhhhhhhhhh (sério mesmo!). Na verdade o post deveria ser A QUE PONTO CHEGUEI já que não se trata de uma terapeuta tradicional, daquelas de sentar no divã e refletir (refletir, reflexões, ãn ãn pescou pescou), trata-se de uma pessoa que atua no ramo alternativo das terapias (não que a própria terapia não seja alternativa por si só), algo mais para acupuntura, florais, etc. Como eu disse A QUE PONTO CHEGUEI. Mas já diria o Síndico, Vale tudo.
Enfim, depois desse floreio todo, a reflexão que me foi imposta é: Parar de me perguntar POR QUÊ e passar a questionar PRA QUÊ.
Daí eu pergunto aos portuguesísticos (neologismo é pros fracos) de plantão: Semanticamente falando, qual a grande diferença entre o POR QUE e o PRA QUE?!?!?!?!

14 outubro, 2008

reflexões


Achei essa tirinha num blog que costumo passear...
Caracas! Eu ficaria muito na dúvida. Ainda mais se tratando de um gato... putz... acho que eu passaria batido e faria de conta que nem vi.

08 outubro, 2008

Um povo que sabe fazer arte


Aí que eu tava lendo uma besteira qualquer nesses sites de notícias, niqui me deparo com mais uma mostra de arte londrina. Algo a ver com bonecos de cera ou outra coisa do gênero. Daí que vi esse imagem. A-DO-RO!!!! Sempre quis ver o piu-piu se fodendo!

Pensamento do dia


Sexta o dia bem poderia ser de sol. Eu até ficaria tentada a ficar em casa e dar um mergulho no tanque la do quintal.






"Por mais que o chefe seja legal, quando ele não está o dia é lindo"
Garoto Farinha

02 outubro, 2008

glamour

Assim como ela, falta-me o R$, o glamour das demais, sobra!

calcinha bege

comecei a ler o blog do cafa e novamente me deparo com a questão de que homens detestam calcinha bege. Mas qual o sentido, razão, causa, circunstância?!?!? Enfim, por que diabos?? Já que muitos modelos beges são também confeccionados em branco, preto, rosa, etc e ninguem fala dessas cores.
Existe calcinha bege de renda, fio dental e outras, mas mesmo assim nem essas agradam ao populário masculino.

PS: essa afirmação não veio só do blog, ja vi alguns espécimes discorrendo a esse respeito, mas nenhum deles soube explicar com fundamentos plausíveis.

E assim continua: QUAL O PROBLEMA COM AS CALCINHAS BEGE?!?!?

homem é homem e fdp é fdp

exercitando o consumismo de tempos idos II


continuando a saga dos brinquedos que sempre quis, agora na versão menininha... lembro de uma boneca que minha prima mais velha tinha, ela era linda (a boneca, não a prima, que na época era meio bizarrinha, apesar de depois de adulta ter se tornado uma mulher belissima), fofinha e cheirosa... eu queria taaaaanto... daí que eu resolvi um dia pegar escondida pra brincar... brinquei, brinquei, e antes que ela podesse me pegar no flagra eu fui la e coloquei no mesminho lugar. Tudo teria dado certo, seu eu não tivesse cometido o erro grotesco de pegar na boneca com a mão suja de tinta de carimbo (que eu brincava no escritório do meu avô). A boneca tinha o corpinho de pano, e la ficou minha digitalzinha registrada como a prova do crime, azulzinha que só ela. Enfim, ela viu, brigou, chorou, reclamou, e eu nunca mais vi a tal boneca.
Não rolava de ter uma pq era meio caro e na época maimodes no have conditions.
Ei-la-aí.
Bem-me-quer

30 setembro, 2008

exercitando o consumismo de tempos idos


Ainda sobre a temática consumismo, inspirada por um post que encontrei num outro blog móito legal, resolvi criar uma série de posts sobre meus desejos consumistas da infância perdida, aurora de minha vida, bla bla bla...
Daí que eu lembro de um brinquedo que eu sempre quis, sempre mesmo, então ele será o primeiro dos mencionados aqui.
TODA A COLEÇÃO PLAYMOBIL. Engraçado que minha mãe só conseguiu comprar pra mim um carrinho que vinha com uma menininha dentro. Triste, muito triste, mas mesmo assim eu adorei meu primeiro (e único) playmobil.

exercitando o consumismo



E ai que eu, num daqueles momentos em que o consumismo invade meu ser, descobri que quero um desses loucamente. Alguém se oferece pra me dar de presente do dia das crianças?

29 setembro, 2008

resumo

Vontade louca de ir embora!

auto-ajuda ou a que ponto cheguei

Daí que eu comecei a ler um livro que está na minha estante há pelo menos 6 meses (minha mãe que emprestou, que fique claro) e se chama "Não faça tempestade em copo d'água". Resumindo é um livro de auto-ajuda que serve para ensinar mil e uma formas de como ser menos estressado, ou pra bom entendedor, como ser uma pessoa mais agradável (de fato eu preciso). A leitura desse livro remete às minhas tentativas de ser uma pessoa melhor, agora na prática.
E a primeira e principal lição do livro é que pra ser uma pessoa melhor pra você mesma e para os outros é necessário, antes de mais nada, doses cavalares de paciência. (A começar por ter paciência para ler o tal livro, mas enfim...)
Daí que eu resolvi que vou exercitar isso, a partir de agora, com mais frequencia. Comecei hoje fazendo força pra não aloprar de vez com meu filho logo pela manhã, quando mais uma vez ele entra naquela constante de enrolar e chorar pra não ir pra escola... é um saco... quem já presenciou entende o que estou dizendo... é necessário doses extra-cavalares de paciência... então usei ele como cobaia. Não fui muito bem sucedida, mas o que importa é que tentei.
O segundo passo é aplicar a técnica no trabalho, para ajudar eu trouxe as borrachinhas do ouvido (isso remete a outra história que não vem ao caso agora). Minha esperança é que com elas, as coisas dêem certo.
Vamos ver se até o final do dia... mais precisamente mais umas 10 horas eu consiga manter o foco:
Goooooooossssssfraba, gooooosssssfraba... todos juntos, vamos... gooooossssssfraba.

26 setembro, 2008

que coisa, não?!

Impressionante... todas as vezes que eu pensava em me envolver com algum homem do tipo boêmio, cachaceiro, malandro, desses que não dão futuro a ninguém, eu pensava em alguém como ele... e ficava ansiosa esperando o dia que esse indivíduo cruzaria meu caminho... que idéia mais tosca afinal de contas mulher que se dê ao respeito jamais iria querer alguém com essas características... mas a verdade é que para um cara com uns olhos, uma boca, um violão e esse jeitinho, eu dava facim facim.



ps: mas isso claro, antes de descobrir o meu neguim, que não tem nenhuma dessas características, mas que também do... ah, xa pra la.

Coisas que me aborrecem_ou coisas que me deixam fuladavida!

Acabei de lembrar o que fez com que eu começasse a me sentir assim tão revoltada com a vida hoje (além de ouvir pink é claro). Foi a série de matérias que o correio braziliense veio lançando essa semana sobre exploração sexual infantil.
Trabalho no Conselho Federal de Psicologia e vejo os inúmeros eventos em que as pessoas aqui vinculadas participam e representam, daí me aparece essa matéria que faz com que eu perceba que muito se fala e pouco resultado prático se vê. Engraçado ver uma realidade tão nua e crua como essa estampada na capa do jornal de maior circulação da cidade, mostrando a crueldade que o ser humano é capaz. Fico chocada sempre que vejo essas coisas... e há quem se preocupe com o maldito do cachorro daquela tal lá que não lembro o nome agora, uma loira escrota que nada no dinheiro que a família adquiriu ao longo dos anos, sabe-se lá se honestamente ou foi fodendo com quem tivesse por perto. Ainda tem quem mova céus e terras pra se parecer um pouquinho com essa talzinha aí (a que eu não tô lembrando o maldito do nome, mas aposto que até terminar de digitar esse post eu vou lembrar, também se não lembrar eu vou la na globo.com e olho, pq lá tem notícia sobre ela todos os dias, daí eu volto e escrevo aqui... se duvidar até posto a notícia espetacular sobre os cachorros dela).
Hilton, não sei que hilton, lembrei, sabia que eu ia lembrar. O cachorrinhos da Hilton que se explodam (literalmente), onde estão os milhares de militantes que não protestam quanto a essas notícias idiotas enquanto tem um monte de crianças, muitas com menos de 10 anos de idade, deixando um filhadaputadumescrotodum velho endinheirado lhe passar a mão e otras cositas más por míseros R$ 3,00. Caralhodeasas, ficoputa com isso (meu comp tem barra de espaço sim, não quero colocar e daí). Ainda tem a mãe e o pai cretinos dessas coitadas dessas crianças que acham que se não meteu não abusou... é pra comprar comida, tia, então pode. Podeéocaráleo. Tem que mandar prender uns pais desses que saem lá do inferno da pedra onde moram durante a semana para virem pra cá passar o final de semana em Brazzzsília e venderem seus filhos por R$ 3,00. Putaquepariumeuirmão, três reais, não paga nem o trio viçosa, nem a passagem de volta la pro diaboqueoscarregue onde moram.
E não sei quem é pior, se é o pai e a mãe que incentivam uma coisa dessas, ou se é o sem vergonha que pára e se oferece pra pagar. Dá vontade de encontrar com um cretino desses e encher de porrada... contratar um grupo de extermínio qualquer só pra ficar de tocaia e encher de bicuda o saco desses cabôcos safados que acham lindo ver criança sem roupa.
Ainda tem uns imbecis aí que dizem que pedofilia é doença, doença do caráter só se for, e pra isso o remédio é muita pancada, pra tomar vergonha na cara.
Tô puta! Essa história rende muito pano pra manga, tanto que nem vou mais ficar falando disso, pq me traz quilos de pensamentos ruins e lembranças piores ainda. Enfim.
Tô puta!

sou TOSCA e o mundo sabe

quem liga... todo mundo que me conhece de verdade sabe da minha capacidade de ser tosca beirando as raias da bizarrice (só as vezes, é claro), com isso, as mesmas pessoas que conhecem essa qualidade, impreterivelmente conhecem a de que eu consigo ser grossa, elevada a enésima potência, até mesmo quando os meus pensamentos são os mais carinhosos possíveis (daí geralmente preciso ficar explicando o que eu quis dizer - coisa que nem sempre estou disposta a fazer). E ainda, essas mesmas pessoas, são as que mais me amam... mesmo sendo assim... estranha, tosca, bizarra e grossa³ (não consegui elevar o N). Desconfio as vezes até que sou meio bipolar, uma vez que sou capaz de ir do extremo bom humor ao mais alto grau de ódio no coração (é possível ser meio bipolar? não, não, acho que não). Então porque eu me importo tanto com o que as pessoas que não me conhecem de verdade, aquelas lá que só me acham bonitinha e simpática (pq afinal pra elas é só isso mesmo que eu mostro), pq me incomoda tanto a opinião que possam vir formar a meu respeito?

Será que eu sou a única pessoa que tem essa capacidade de maltratar apenas as pessoas que gostam de nós, mesmo sabendo como somos de verdade? O resto do mundo é que deveria receber essa agressividade, enquanto os bons receberiam a parte boa. Será que há parte boa? Vai ver ta aí a resposta. No fundo é uma grande bacia de coisas ruins misturadas com outras tantas de perversidade. Se bem que ruim e perverso no fim da tudo no mesmo. Estou confusa.

Acho que vou parar de ouvir pink, não tá me fazendo bem, hoje é sexta e eu deveria estar soltando foguetes, afinal, amanhã é sábado. Certo?!?! Errado! Amanhã tenho aulas as 7:30h e tenho que estudar até o cu arder de tanto ficar sentada. Cacetedeagulha.

ps: quem me conhece sabe que eu o-d-e-i-o falar cu, mas escrever é outra coisa, né gente.

passa tempo TIC-TAC, TIC-TAC passa hora

Ticking away the moments that make up a dull day
You fritter and waste the hours in an offhand way.
Kicking around on a piece of ground in your home town
Waiting for someone or something to show you the way.
Tired of lying in the sunshine staying home to watch
the rain.
You are young and life is long and there is time to
kill today.
And then one day you find ten years have got behind
you.
No one told you when to run, you missed the starting
gun.
And you run and you run to catch up with the sun but
it's sinking
And racing around to come up behind you again.
The sun is the same in a relative way but you're
older,
Shorter of breath and one day closer to death.
Every year is getting shorter never seem to find the
time.
Plans that either come to naught or half a page of
scribbled lines
Hanging on in quiet desparation is the English way
The time has gone, the song is over,
Thought I'd something more to say.

Coisas que eu não sei explicar

Adoro Pink Floyd, isso é fato. Ouvir pink geralmente me deixa altamente deprimida. E isso também é fato. Quando fico deprimida penso no tanto de mer, digo, coisas pouco produtivas que já fiz na vida e tenho pensamentos quase suícidas. Agora eu vos pergunto: Por que diabos então eu continuo escutando?

24 setembro, 2008

Tempos que não voltam

REVIRANDO MEUS ARQUIVOS ENCONTREI ESSA PÉROLA, POSTADA OUTRORA, MAS LEMBREI DO QUANTO ESSA PESSOA FAZ FALTA NO MEU COTIDIANO. SAUDADE DA PROFESSORINHA....



Goiano é tudo....

Então... mais uma vez vamos colocar em discussão aquele papo de preconceitos com pessoas de Estados, costumes e modos diferentes... sabemos que os que mais sofrem com isso são os pobres coitados dos nordestinos, pq falam assim e assado etc... ocorre que para quem mora em Brasília, sabe-se que os que mais sofrem com preconceitos são os goianos, pq carregam o estigma de serem lerdos, côrnos, etc... então... quem nunca ouviu a expressão: eeeehhhhhhhhh Goiás, terra boa de morar (quando algum zé mané faz uma barbeirada no trânsito) ou então aquela: ooooooohhhhhhh Goiás (quando tem um corno cantando música sertaneja)... enfim... entenderam né...

Pois bem... para dar maior credibilidade à história contada anteiormente (abaixo) sobre a saga da viagem a Goiânia...
Hoje, aniversário do amigo Farinha, fomos aos Crepe au Chocolat, pq la aniversariante não paga... daí, enquanto fazíamos os pedidos, eis que o amigo Janio, também conhecido como capiaaaaaaaaaaaaaauuuuuuu, devido a sua origem, ele é de Aparecidade Goiânia, fala:
- Vamos pedir uma coca 2 litros, sai mais barato! (todo empolgado)
Daí o garçom responde:
- Não temos Coca 2 Litros, a gerência não permite que traga, só temos coca garrafinha.
Ele retruca:
- Então vamos pedir uma coca de 600 ml para cada 2 pessoas. (mais empolgado ainda)
O garçom, paciente:
- Só tem garrafinha.
A besta quadrada não satisfeita:
- Então me traz uma latinha.
Nisso eu, que tava prestes a dar uma bifa nele, junto com o garçom, que a essa altura já não estava mais tão paciente assim, respondemos em alto e bom som, porque ele só podia era ta surdo:
- Só tem GARRAFINHAAAAAAA!!!!
- Ahhhhhh tahhhh.. (cara desapontada) ... pode ser.
Ufa.... Glorias aos Deuses nas alturas... finalmente ele entendeu que só tem garrafinha.
Bem... depois de longos 40 minutos... o prato chega, e junto, claro, as bebidas. O garçom está entregando o de cada um e coloca na frente do nosso Herói sua coca, até que:
- Eu pedi latinha!
Raios! Raios triplos!!!!!!
Gritando (praticamente surtando):
- Só tem garrafinha, pqp, quer que desenhe!!!! Animação em flash?!?!?!?!?!?!?!?!

OOOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHHHH Goiás!!!! Terra boa viu!

Puxa, puxa, que puxa

E hoje eu recebi uma ligação que me deixou com os dois pés para atras (não, eu não caí como uma mongolóide desequilibrada).
Telefone toca, do outro lado uma mulher me pede um telefone fixo para me contactar. Eu dou. Ela não me liga. Eis que eu me lembro que o número dela está gravado no celular. Daí me ocorre ligar pra ela. Eu ligo. Está ocupado. Será ela tentando me ligar? Era. Falei com ela. Era uma advogada. Que representa a sogra da mulher que me fez chorar no dia 29 de julho (Essa história eu não contei aqui, e nem vou. Quem tem que saber já sabe). Queria marcar comigo um dia para conversarmos sobre suas pretensões "reembolsísticas" (não existe, eu sei, mas vem bem a acalhar).

Coincidência ou não, ontem mesmo eu havia comentado com Ele que deveríamos responder o e-mail dela (a do choro) para saber quando pretendia se manifestar a respeito do reembolso.

Que coisa não?!?!?!

PS: continuo com o pé e o corpo todo atras.
PS²: quero um advogado.
Ps³: pq eu vinha escrevendo com aquele tanto de pontos??? Sei lá, deu vontade.

Seria tão fácil, se não fosse tão difícil.

"Quero ver você não chorar, não olhar pra traz, nem se arrepender do que faz.
Quero ver o amor vencer, mas se a dor nascer você resistir e sorrir.
Se você pode ser assim, tão enorme assim, eu vou crer. "

23 setembro, 2008

E por falar em abelha

Malditos anos 80.
O melhor é a coçadinha que o muleke da lá naquele lugar. Sem loção! Ou melhor, TOSCO!


abelhas

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaabelha mestra e aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas abelhinhas estão toooooooooooodas prontinhas, pra iiiiiiiiiiiiiiiiiir para a festa...
Conhece??? Não??!?! Népossivrer!!!!
Óia antão! É minha gente, acredite se quiser! É dele! Basta procurar o disco Arca de Noé. A musguinha chama As Abelhas.

Saudade da minha infância querida... da aurora da minha vida...

15 setembro, 2008

É minha gente...

... o tempo é duro e cruel com as pessoas sedentárias por opção.
Ontem, depois de exatamente 17 anos em que fui campeã do meu time de queimada na 4ª série do primário (ensino fundamental), resolvi praticar esse "esporte" infantil bizarro. E a verdade é que estou a-ca-ba-da.
Tudo, absolutamente tudo, dói. Sim, respirar dói.
Triste... não, triste e cruel, não, não, triste, cruel e impiedoso.
Aaaaaaaaaaiiiiiiiii

Ps: de quem foi mesmo essa maldita idéia?????

12 setembro, 2008

"que saudade da professoriiiiiinhaaaaaaaa..."

Um viva pra mim, que por increça que parível ainda estou viva, mesmo depois de quase 2 meses sem dar sequer um oi por aqui. Enfim, tenho tanta história pra contar que resolvi não contar nada pra ninguem, afinal quem passa por aqui já deve ter ouvido todas elas pessoalmente. hehehehe. Então, assim, eu me poupo do desgaste de ter que relembrar com detalhes todos os momentos, bons ou ruins, dos últimos meses.
O que importa é que estou de volta e quem sabe até eu me anime em postar algo de vez em quando, pelo menos pra não perder o blog.
Enfim.
Cá estou eu novamente, ó pá!

18 julho, 2008

AI AI (suspiro longo e cansado)

Depois de semanas numa passassão de mal sem fim, choego a conclusão que todo o meu problema é psicológico. Não tem outra explicação. Estresse em seu mais alto grau. Ja marquei o psiquiatra. Preciso urgentemente voltar a dormir e principalmente, voltar a fazer cocô (sic). Aff... ninguém merece!

15 julho, 2008

Urgente

Chamem o Dr. House logo. Esse Dr. Bruno não é de nada.
Todos os meus exames indicavam dengue, pois não é que a sorologia não acusou a dita cuja! Agora eu continuo com enjôos (não estou grávida, já fiz o teste) e continuo sem saber o que eu tenho/tive.
Posso morrer a qualquer instante e nem vou saber de que. Snif Snif

14 julho, 2008

... que me chicoteia...

Jesus que me chicoteia
Depois de passar pela dengue (quase hemorrágica), desmaiar no banheiro, vomitar a biles, agora, quando voltaria à minha normalidade, eu acordo com TERSOL.
Alguem merece?!?!?!
Acho mesmo que estou com mau-olhado.

13 julho, 2008

Noticias do front

Para os interessados, estou viva!
Depois de uma breve estadia no hospital, entre mortos e feridos salvaram-se todos, pelo menos até agora.
Depois de duas semanas de molho, amanhã retorno às minhas atividades a-normais.
Obigada aos que deram notícias.

PS: saber mesmo o que eu tive só no dia 15.

06 julho, 2008

Esqueçam o Dr. House, o Dr. Bruno (alias ele merece uma postagem so pra ele, que é aquilo?!?! - desculpa Meu Bem, mas justiça seja feita)diagnosticou ele mesmo e é dengue de fato.
Estou há 4 dias vivendo à base de dipirona sódica de 6 em 6 horas. Ohhh vida, ohhhh céus, ohhhh azar...

01 julho, 2008

post breve

Acho que estou com dengue.

PS: caso não seja dengue, alguém acione o Dr. House.

30 junho, 2008

Por e-mail




Recebi essa por e-mail. Show de buela.
"O dia em que a caixa de tintas caiu do céu"
Este é um lugar real, próximo a Bakersfield, California, USA.

Fotinha

E num é que mesmo depois de passar uma raiva danada no salão de beleza, até que as fotos para os posters ficaram boas.
Pra conferir passa .

A beleza existe e ela às vezes incomooooooda. kkkkkkkkkk

27 junho, 2008

Ahhhh essas crianças



PS: clica pra ampliar, viu. :)

Essa veio por e-mail.
Taí uma coisa divertida de fazer. Quadrinhos.

legal, porém trash

não sei pq mas me deu vontade de postar essa música.
Engraçado que a primeira vez que vi isso foi nos 60 melhores (nem lembro pra que) da VH1.
Anos 80 mais trash impossível.

Antes tarde que mais tarde

Enfim ela chegou.
Passei os últimos 5 dias (incluindo hoje) ouvindo a ladainha matinal "não quero ir pra escola", "quero continuar dormindo", entre outras. Pois bem, amanhã é sábado e eu tenho certeza que quando for as 7 da madrugada ele vai estar lá, saltitante e serelepe, com aquela vozinha inconfundível entoando o mantra "mãããeeeeeeeee", "paaaaaaiêêêêê", "acoooooorda", "já ta de manhã", "quero ver desenho", entre outras.
De qualquer forma, eu amo meu filho.

26 junho, 2008

qualquer coincidência é mera semelhança.

Então... tava zapeando os jornais e me deparei com essa notícia aqui:
"Um acidente matou quatro pessoas da mesma família na BR-020 na manhã desta quinta-feira (26/06). Um casal, o filho de três anos e a mãe do rapaz não resistiram à colisão frontal com um caminhão, no km 62 da rodovia, por volta das 6h40...o casal,a mãe do rapaz e um menino de três anos estavam no Gol, placa IHE 2763 - GO, que colidiu com o caminhão Scania, placa IBC 7192 - PR. Os quatro morreram no hora do acidente. Os pais da criança, se casariam neste sábado (28/06)."

Se eu não tivesse tanta certeza que estou viva, poderia até cogitar que essa notícia se referia a mim.
Coisa comum nas minhas manhãs é sairmos eu, meu futuro marido, nosso filho (de 3 anos) e minha sogra, num gol, rumo a Brasilia, pela BR 020.
Claro que as peculiaridades da notícia me fizeram saber que não se trata da gente (além claro de estarmos vivos graças a Deus), às 6:40h (quase impossível estarmos na rua esse horário), a placa do carro não bate, nossa placa é DF mesmo, vamos nos casar, mas só no sábado 02/08... enfim... qualquer semelhança é mera conincidência.
Aos interessados, estamos vivinhos da Silva.

PS: não pensem que estou me divertindo com a notícia, só estou abismada com tanta semelhança. Sem falar que um dos sobrenomes em questão é Pimentel (o mesmo do meu futuro marido). Mêda!

estão funcionando

Chego a conclusão que as aulinhas da catequese estão surtindo efeito... pequenos detalhes no meu dia a dia mostram que nem tudo está perdido.

Post retardatário!
Lembram disso?????
Pois é... Deus ouviu minhas orações e ele foi mesmo convocado pelo Ministério.
1 Viva pra ele e 2 vivas pra nós. (Assim ninguem saiu prejudicado).

25 junho, 2008

Essa promete...

Essa semana ta prometendo... agora que chegamos na quarta e já me aconteceu essa quantidade absurda de bizarrices. Ai Ai (suspiro longo e cansado)

E ai eu pergunto

Até quando?!?!?!?! Até quando as pessoas vão continuar tripudiando da minha cara só pq eu não consigo revidar e dizer o que tem que ser dito na hora?!?!?!
Mas hoje Deus foi justo e trouxe minha vingança a galope.
Os fatos:
Ontem marquei salão para dar uma produzida para as fotos do book de solteiros (na verdade tinha marcado na semana anterior). Cheguei la na horinha marcada, fui atendida sem precisar esperar nem nada, até aí tudo bem... pre resumir a história pq eu tô com pressa (pra variar) na hora que eu fui pagar, a moça não só alterou o preço que haviamos combinado na semana anterior como arredondou pra cima a parte dela, ou seja, meu troco foi diminuído discaradamente. Como eu estava atrasadíssima resolvi engolir o ódio e sair de lá antes que eu desse um troço de raiva. Óbvio que me prometi nunca mais pisar naquela espelunca, assim como não farei, e ainda prometi não indicar ninguem para ir la. Mas fui embora sem reclamar e sem receber a diferença, apesar de ter guardado no trabalho o folder do salão onde a funcionaria anotou os devidos preços combinados.
Pois bem, como Deus é justo e viu o meu esforço para não ser grosseira com ninguém, apesar de estar sendo descaradamente molestada, eis que hoje, enquanto estava na cafeteria do prédio, quem senta do meu lado???? A dona do salão (que não estava presente na hora do ocorrido). kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk que alegria imensa em ver aquela moça. Educadamente perguntei para ela se poderia fazer uma reclamação, ela também educadamente disse que sim, e eu, classuda, narrei todos os fatos. No que ela se prontificou a corrigir o erro e ainda chamar a atenção das moças. hehehehehehe
Não sei se a sensação pela vingancinha é sentimento de Deus, mas que me deixou mais leve, isso deixou. Fiquei aliviada por tirar o ódio que assolava meu coraçãozinho e o melhor, sem perder a classe nem a razão.
1 viva pra mim.

24 junho, 2008

Sobre o poder do escracho

Então... agora que a poeira baixou e o aborrecimento diminuiu resolvi postar sobre o poder do escracho.
Impressionante... nunca pensei que comentários feitos por pessoas que eu não conheço, ou pior, que não me conhecem, tivessem tanto o poder de me deixar chateada, irritada, emputecida, triste, enfim, um monte de coisas ruins, que vieram contribuir drasticamente para a minha segunda-feira ser a descrição mais fiel do que pode significar Segunda-feira com S maiúsculo.
Algumas pessoas se aproveitam do fato de não conhecerem a outra para fazerem de episódios que não lhes dizem respeito uma oportunidade para parecerem "legais, amigas" e etc de outra pessoa que de fato foi envolvida.
O incidente diplomático com questões de autoria foi armado, as desculpas feitas publicamente, inclusive aceitas por quem deveria ser (a pessoa que se ofendeu, no caso), mas infelizmente outros não se dão por felizes e continuam com a chateação de mandar e-mails e comentários ofensivos.
Daí eu me pergunto: Será que foi pra tanto?!?!?!?!?
Coisas da vida... como diria Roberta... Vida que segue... e de fato o Mundo é estranho.

23 junho, 2008

Sabia!!!

Eu sabia que devia ter ficado em casa hoje...
Assim que levantei e percebi que coloquei primeiro o pé esquerdo no chão e na sequência o pé esquerdo de novo (é pq eu só posso é ter nascido anormal e com os dois pés sendo esquerdos), não é possível uma maré tão baixa quanto essa de hoje. Na sequência emendando com a indefinição da roupa para trabalhar, eu sabia que não tinha que ter vindo. Quando acordo assim, sem saber sequer qual calcinha vestir, sinal que as coisas não vão ser nada boas.
Minha Nossa Senhora da Bicicletinha Amarela. Tá doido!
Sensação ruim dos diabos...
Vontade de sair correndo e gritando como uma louca.
Vontade de mandar todo mundo tomar no c*opo bem fundo.
Vontade de brigar com Deus e todo mundo.
Maldita TM (nada de pré nem pós, é constante mesmo)
Só me falta amanhã acordar com a pá virada novamente e estragar a sessão de fotos. Aí sim, vai ta fechado com chave de ouro.
Em pensar que esse deveria ser um momento de divertimento e prazer... será que eu sou tão bizarra assim?!?!?! Quer dizer, eu sei que sim, mas tanto?!?!? Aff, nem eu tô me aguentando.
O esforço para manter a calma, paciência e serenidade é constante, esforço mesmo, em muitos momentos um verdadeiro sacrifício. Massssssss... como tá difícil... e olha que ainda não são nem 13h, ou seja, ainda falta muuuuuuuuito para eu chegar no meu apertamento.

BUÁÁÁÁÁÁÁÁ QUERO MINHA CAMA!!!!!!!!! BUUUÁÁÁÁÁÁÁÁ QUERO UM SALÃO DE BELEZA, UM QUE NINGUEM FALE NADA, APENAS TRABALHE!!!!!! BUUUUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ QUERO UM CARTÃO DE CRÉDITO RECHEADO PARA IR NO SHOPPING AFOGAR AS MÁGOAS EM MILHARES DE REAIS EM COMPRAS, PARA MIM E PARA QUEM MERECER TAMBÉM!!!!!!

Será que chocolate resolve????

Devidos esclarecimentos

Esclarecendo aos interessados, PARTE do texto abaixo foi retirado do desaltoalto, um blog muito divertido que resolvi acompanhar, haja vista a espirituosidade de sua autora.
Como muitos fizeram questão de lembrar, alguns grosseiramente, outros nem tanto, de fato é importante deixar os créditos dos autores de algumas passagens que gostamos, nos identificamos e resolvemos passar adiante. Estava meio que na cara que não se tratava de texto de autoria pessoal, uma vez que se percebe a colocação verbal dos textos, a continuidade de uma parte para outra, etc... também acredito que pelas datas de postagem esteja meio evidente isso, mas enfim, foi mesmo uma falha não ter feito a citação. Me desculpe B., isso não irá ocorrer novamente. De qualquer forma, agradeço. Ainda mais pelo seu Blog tornar minhas tardes mais divertidas.
Aos demais... é isso aí minha gente... errar é humano... bizonho mesmo é persistir no erro.
Hoje acordei tentando seguir a máxima (como todos os dias), afinal ninguem merece em plena segunda-feira acordar e passar pela mazela que tem me acompanhado ultimamente. (pra bom entendedor pingo é frase).

20 junho, 2008

É sapo??? Nããããããããããooooooooooo

Queria alguém que gostasse de cinema, de MPB, de rock, de livros, de filosofia, que fosse bom de beijar e bom de cama, que risse comigo, se preocupasse comigo, que quisesse estar ao meu lado sempre, que me amasse de cabelos desfeitos ao acordar e arrumada para sair, que admirasse minha inteligência, que soubesse conversar, que eu gostasse do cheiro, que eu gostasse da pele, que partilhasse os sonhos comigo, que eu pudesse ficar em silêncio sem constrangimento, que fizesse meu coração bater e ao mesmo tempo me trouxesse paz, que gostasse de comida japonesa, beber uns chopps com os amigos e dormisse abraçado depois de fazer amor.

Como nem tudo é perfeito, faltou gostar de comida japonesa, mas... acho que até eu estou desgostando graças aos traumas sofridos... enfim... pra quem acha que isso é coisa de história da carochinha, fique sabendo que não é. Eu tenho tudo isso aí de cima... só preciso parar e lembrar de vez em quando. Sou feliz e volta e meia eu lembro disso.

Arriba Arriba... Olé... andolé andolé

Ai Ai Ai Ai está chegando a hora....

Mas que coisa não!

27 maio, 2008

Coisas que eu sei... ou pelo menos deveria saber.

“Tudo o que eu preciso saber sobre como viver e o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não estava no topo da montanha da escola graduada, mas lá no monte de areia do jardim de infância. Estas são as coisas que eu aprendi: Compartilhar todas as coisas, jogar limpo, não bater nas pessoas,colocar as coisas de volta onde você as encontrou,arrumar a sua própria bagunça,não pegar as coisas que não são suas,pedir desculpas quando você magoar alguém,lavar as suas mãos antes de comer,dar descarga no sanitário apóso uso. Biscoitos quentes e leite gelado são bons para você viver uma vida balanceada.

Aprenda algo, pense em algo,desenhe, pinte, cante, dance, brinque e trabalhe a cada dia. Tire uma soneca todas as tardes. Quando você sair por este mundo, cuidado com o trânsito, segurem as mãos, e permaneçam juntos. Tenha cuidado com as coisas maravilhosas. Se você pudesse reler os livros de sua infância, com certeza tudo que você precisa saber estaria lá em algum lugar. A regra de ouro, o amor e medidas básicas de saúde, ecologia , política , igualdade e vida sã.

Pegue um desses itens e o extrapole em sofisticados termos adultos e aplique-o à sua vida familiar ou ao seu trabalho, ao seu governo,ao seu mundo e ele se tornará verdadeiro, claro e firme. Pense que mundo melhor ele poderia ser, se todos nós, o mundo inteiro, tomássemos leite com biscoitos por volta das três horas à cada tarde e nos deitássemos com nossas próprias roupas de cama para uma soneca. Ou se todos os governos tivessem como política básica, sempre colocar as coisas de volta onde eles as encontraram e arrumassem as sua próprias bagunças. E ainda é verdade, não interessa quais as suas idades, quando vocês sairem pelo mundo a fora o melhor é darem as mãos e permanecerem juntos.” (Robert Fulghum).

14 maio, 2008

Blindness

Louca e ansiosamente aguardado!!!!!






Passa tempo TIC-TAC TIC-TAC Passa hora

30 abril, 2008

Coisas que me fazem feliz - quero mais!

Escritor. Gênio. Sábio.

"O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar; e chorará por esse mesmo e único motivo."
O Evangelho Segundo Jesus Cristo
José Saramago


Sim, eu leio Saramago.
Obrigada meu Deus!


22 abril, 2008

21 abril, 2008

Libertas quae sera tamen

Viva o cachaceiro dedo duro.
Que serviu pelo menos pra termos mais um feriado. E ow glória caiu bem na segunda-feira.
Viva Brasólia. Viva ZéMayer, que desenhou essa cidade maravilhosa.
Morte a Juscelino (mesmo já estando morto)que achou de inaugurar o raio da cidade bem num dia que já existe feriado. Por que/por quê ele não acertou de abrir as portas dessa joça no dia 22???? assim a gente emendava tudo.
Raios, raios, raios triplos.

do caso de internação

mais uma noite insone.
mais uma noite em que me pego divangando e revolvendo o passado, comparando com o presente e especulando sobre meu futuro.
de tanto pensar a cuca chega a doer.
e nenhuma conclusão a chegar.
e um simples abraço despretendido no meio da noite ajuda a melhorar, ou não.
e me entrego a duas ou três linhas de Harry Potter.
me lembro que se trata de uma leitura muito simplista e me pergunto como pode isso ter feito tanto sucesso.
me lembro de novo que foi feito pra atrair os aborrecentes pra leitura e não pra agradar os adultos chatos.
me lembro que me tornei uma adulta chata.
e volto a revolver meu passado.
me recordo que é aniversário do meu passado.
me atento que meu presente está presente e é imponente.
penso em levantar, ainda na madrugada e caminhar, como muito fiz outrora.
penso que não sou mais a mesma pra precisar desses artifícios.
penso em procurar um médico, afinal isso já está se tornando uma constante.
caso de internação.
com certeza.
caso.
psicótico.
tratável.
porém, psicótico.

17 abril, 2008

Diálogos comuns

Mais comuns até do que eu gostaria...

Pessoa de coração nobre: ai deus, e a pessoa é formada, dá aula disso, e não sabe a diferença entre provisão e cota patronal... putaqueocaralho.
Professor da escola dominical: ele não da aula disso não... não é possível... ele deve fazer qquer outra coisa lá.. mas aula disso ele não pode estar dando não...
Coração: e teve o "passe" aumentado. Imagina o níuvo dos alunos.
Prof: imagina o niuvo dos demais professores...
Coração: mais uma razão pra eu acreditar que essas porras desses diplomas foram comprados.

Coração: pense numa pessoa que não deve ta entendendo bulhufas tamanha a velocidade da explicação. isso sem falar que a pessoa ta so olhando e não esta fazendo nenhuma anotação para posterior consulta... ai ai... como eu me divirto nesse lugar dos infernos.
Prof: ainda bem q vc se diverte... pq uma das características da pessoa é não consultar os lanctos anteriores pra ver se pesca alguma coisa... ai ai..
Coração: se duvidar a pessoa nem saber fazer a tal consulta, e caso saiba, dificilmente ela vai entender.
Prof: rsrsrs ... q maldade... pra quem nao queria mais falar da pessoa vc ta c mto odio no coraçao..
Coração: tô mesmo, pq meu coraçãozinho quase se encheu de alegria achando que todos os problemas tinham se acabado... ate que fui surpreendida com um simples atrasinho de nada... raios, raios, raios triplos.
Prof: rsrsrsrs - como bem diria o mutley.
Coração: e em pensar que agora teremos que dar novo prazo de reajuste pra pessoa, ja que a conversa tem que gerar alguma coisa... Espero que meu glorioso chefe perceba que não dá mesmo... ou que o tal ministério chame logo. O que vier primeiro ta de bom tamanho.
Prof: quer saber.. só se o ministério chamar...
Coração: pior... preciso aumentar o número de velas pra meu santo.

Coração: Deus!!! Como é grande a parcela de irritação que a simples presença dessa figura gera no meu nobre coraçãozinho.
Prof: seu coraçãozinho inexistente precisa ser mais complacente...
Coração: mas é tãããããããããão difícil!!!!
Caracas! Agora que eu percebi que a ultima postagem (antes das de hoje) foi exatamente a 1 mês atrás.
Que coisa! Não?!?!

chato, feio, bobo e cara de mamão!!!

Aí! Tá vendo?! É por isso!
É por isso que eu não gosto desse negócio de blog. Dá uma obrigação de postar. Pior que eu ando tão ultra-mega-power-combo-blaster ocupada que não tenho tempo e muito menos inspiração pra pensar em alguma coisa legal, engraçada, ou no mínimo interessante.

Ah... ja ia esquecendo de comentar. Tô de saco cheio de tanta especulação em volta do caso da menina rebolada pela janela... quanta gente dando palpite... quantos policiais despreparados... quantos peritos sem um pingo de noção... por que/por quê/porque ninguém lembra de chamar os CSI numa hora dessas???? Aposto que o Grisson ja tinha resolvido tudo e na mesma noite. E se duvidar tinha colocado a culpa na pessoa menos provável possível... sei lá quem... alguem como o papagaio da vizinha que ouviu a menina gritar/chamar/brigar com o tal "para, para, para...béns pro papai". Ritmoooooooo, é ritmo de festaaaaaaaa.
Ai ai Seu Silvio é mesmo um gênio da tv. Viva o sbesteira.

Então tá... é isso... já dei minha contribuição pelos próximos sabe lá quanto tempo.

17 março, 2008

Você me Faz Tão Bem (não é do Lulu, é do Detonautas)

Quando eu me perco é quando eu te encontro
Quando eu me solto seus olhos me vêem
Quando eu me iludo é quando eu te esqueço
Quando eu te tenho eu me sinto tão bem

Você me fez sentir de novo o que eu
Já não me importava mais
Você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem

Quando eu te invado de silêncio
Você conforta a minha dor com atenção
E quando eu durmo no seu colo
Você me faz sentir de novo
O que eu já não sentia mais

Você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem

Não tenha medo
Não tenha medo desse amor
Não faz sentido
Não faz sentido não mudar
Esse amor

Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem

14 fevereiro, 2008

E ai...

E ai que eu vou casar (e isso nem é novidade). E aí que nós já gastamos um dinheiro da PORRA (com letra maiúscula mesmo). E aí que eu comecei a provar vestido de noiva. E aí que sou uma pessoa que não pode ter muitas opções de escolha porque eu sofro de síndrome da indecisão aguda. E aí que nas provas íamos eu e minha cunhada. E aí que ela gosta de uma coisa e eu de outra. E aí que todas as lojas tem centenas de opções. E aí que agora eu não sei qual escolher. E ai eu resolvi pedir opinião de minha mãe usando as fotos da revista, ja que eu provei dois modelos exatamente iguais. E aí que ela no alto de sua sabedoria desfere a pérola e manda a sentença.
- Ah... escolhe qualquer um. Pra mim é tudo igual. É tudo branco. Desde que não seja um daqueles que parecem um bolo coberto por uma toalha de mesa.

ai ai ai ai ai Minha Nossa Senhora da Bicicletinha amarela. E agora quem poderá me ajudar?!?!?!?!

31 janeiro, 2008

Aos curiosos

Bom... para quem ficou curioso sobre o que diabos a tal da Leca ensinou enquanto fez exposição da sua figura na TV, eu tenho 3 palavras: NÃO VOU CONTAR.
Mas por quê?!?!?! simplesmente pq não é uma coisa da qual eu sinta orgulho. Bleh!!!!
(risadinha do Mau, aquele Mau do castelo ratimbum, ja falei dele aqui)

30 janeiro, 2008

Coisas

Passado, esse sim me condena. Futuro... vai saber.

E ai que eu lembro quando assisti o 1º BBB, que começou em 2002, e tinha a Leca como uma das participantes... e ela ensinou uma paradinha que ela fazia, que aposto que foi usado como exemplo por muitas idiotas, assim como eu, que assistiam ao programa na época.
Pois bem... anos se passaram e eu ainda não consegui me livrar desse maldito ensinamento... isso me deixa triste, tristinha, mais sem graça que a top model magrela na passarela.

Ja tentei... juro que tentei... mas é tão difíiiiiicil.

24 janeiro, 2008

ANO A ANO - Parte II, III, IV e Final

Parte II

Continuando

1998 – Me comportei como uma lady e não fiz praticamente nada que desabonasse minha conduta, e pra ser mais convincente até fiz um encontro de conversão da igreja e fiz muitos amigos (mal sabia eu que isso daria início a uma era de grandes porres)

1999 – Guardo como relevante o primeiro porre que tomei por causa de relações sentimentais não correspondidas, ênfase que foi apenas o primeiro. Aí estava la eu passando em frente uma adega e vi um vinho do porto com um preço relativamente convidativo. Então pensei pq compra-lo, pq não compra-lo compreio-o-o e fui só e abandonado me trancar no quarto e tomar a garrafa so-zi-nha. Muito egoísta de minha parte, mas tudo bem. Aí... la fiquei... apaguei (óbvio)... e... acordei de madrugada com a certeza de que nunca mais em minha vida beberia vinho do porto e nem vinho seco (em memória ao ano de 1997).

2000 – Tudo mudou em minha vida pois comecei a sair na companhia de Paulo Henrique da Silva, José Marcelo Vieira Freitas e Nelson Antônio Pimentel Jacinto (dispensam apresentações). Nesse ano comemorei meu aniversário no Café Cancun, um lugar de histórias memoráveis, inclusive essa. Daí que eu lembro bem de antes de irmos ao café estarmos muito felizes no bom e velho cavalo branco (não aquele de 96, mas sim o carro das irmãs de Nelson) empolgadíssimos ao som de Harmonia do Samba, rumo ao Butiquim, onde chegamos, pedimos 4 doses de Devagarzinho, 4 doses de Gabriela, 4 doses de Vergateza, 1 cerveja e a conta e seguimos rumo ao Café. Na entrada pedimos uma Steinheggen (nem sei se é assim que escreve) pra cada (ainda nem entramos na boite, mas já da pra ter uma noção boa do que estava por vir). Enfim entramos e de cara fomos ao balcão, 1 dose de tequila pra cada, na sequência frozen, e o ápice da noite, um frozen de absinto. Pronto. Foi aí que tudo deu errado. Eu lembro perfeitamente de estar dançando com meu amigo Magal, segunrando o tal absinto, e na dança lembro que íamos até o chão, pois bem, eis que não lembro de voltar, não lembro de mais nada e quando dei por mim eu já estava vomintando no segundo andar do Café, com a servente tentando nos mandar embora, e Nelson e Paulão simplesmente morrendo de rir. Ta... Saldo: passei minha senha do banco para Paulão (que digitou errado duas vezes e prendeu meu cartão na máquina), nunca mais voltei ao Café Cancun, não fui direto pra casa pq não tinha condições de entrar sozinha, e... o melhor... podemos dizer que foi onde tudo começou (não é Nelsinho?!))

2001 – Eu me mudei para o Piauí, mas a melhor é que vim para a festa de formatura do Nelson, tinha Black Label, daí que terminou com os meninos (os mesmos citados anteriormente) lavando a barra do meu vestido pois depois da festa quando fomos (?) tomar café no aeroporto eles chegaram e eu estava banhada de vcs sabem o que (sic). PS: lavaram o documento do carro também. PS2: eu posso justificar essa pois estava passando por um momento muito dificil já que fui... enfim.. xa pra la.

2002 – E aí eu já estava no Piauí, conheci Jmarcelo que me apresentou um tal de Hi-Fi de laranja e também me levaram para conhecer o ... como era mesmo o nome daquele parque hein...

2003 – Ahhh voltei para Brasília.... voltei a sair com meus amigos demais... comecei a namorar o Nelson... não lembro de ter ficado embriagada nesse ano.

2004 – Estive grávida a maior parte do ano (não podia beber).

2005 – Fui numa festa a fantasia em que a sensação era minha cunhada fantasiada de macaca... terminamos a noite em alto estilo... ela abraçada com o balde dormindo na cama do meu filho e eu tentando fazer uso da minha fantasia e explorar meu lado odalisca. Hahahahahahaha. No outro dia eu me lembrei da promessa sobre não beber vinho, que agora além de não beber vinho do porto e seco, inclui também não beber vinho suave. Enfim, não bebo mais vinho desde então.

2006 – Poxa... acho que nesse ano eu me comportei bem e não fiz uso de nenhum psicotrópico etílico de forma que pudesse gerar danos morais, sociais ou psicológicos. (pelo menos não tô lembrando de nenhum por agora).

2007 – Carnaval... ahhhhh o carnaval.... esse eu já contei aqui no blog então não serei repetitiva, mas com certeza o pacotão 2007 vai ficar na história.

2008 taí... começo de ano... carnaval chega mais cedo... tudo é possível.
E como diria o ex- namorado de uma amiga minha, SE É PRA SE FUDER, VAMOS TODO MUNDO TOMAR NO CÚ!!!

ANO A ANO - Parte I

Aí né, eu tava lendo uns blogues aí onde passeio todos os dias e vi uma postagem que pode se tornar uma boa série. Ano a Ano. Resolvi que deveria fazer o meu ano a ano... mas assim... copiar a idéia dos outros por si só já é de uma tosquice sem tamanho, então resolvi fazer o meu ano a ano divido por temáticas e escolhi como a primeira temática os meus PORRES HOMÉRICOS. Pelo menos os que eu conseguir lembrar. Bem verdade que não vai dar pra recordar todos, afinal já são alguns anos de estrada, mas pelo menos da pra resgatar os mais importantes.

1996: O primeiro (e com certeza o mais desastroso de todos) a gente nunca esquece. Pra não dizer o mais catastrófico pois esse rendeu assunto até bem pouco tempo (não vou entrar nos detalhes sórdidos do assunto pq não convém, basta narrar o fato). Aí que eu tava de férias e teve uma festinha de aniversário que não convém mencionar de quem era... rapaz... tava animado viu... e eu, no alto dos meus 15 aninhos, fui apresentada ao White Horse, para os íntimos, cavalo branco. Que desgraça!!!! Tudo o que tinha pra dar errado deu. Depois do último gole da garrafa, que estava sendo consumida por mim e meu glorioso tio Neto (sim, esse devasso que por acaso é meu parente foi que me apresentou o maldito, pior é que eu gostei), a pessoa desaba a chorar e passar mal de todas as formas possíveis e imagináveis. No dia seguinte descobrimos da pior forma possível que se tratava de espécime de procedência dúbia (entendeu?!?! Entendeu não? Ta bom, quando vc tomar um whiskie de procedência dúbia com certeza irá entender). Daí que eu guardo na minha memória 3 palavras que sintetizam esse evento: Maldito cavalo branco!!!

Passada essa estréia fantasmagórica resolvi que essa não seria minha praia, então dei uma pausa demasiada longa... praticamente 1 ano completo.

1997: Festa temática tradicional em meu logradouro (na ocasião era tradicional) conhecida também como Malibu (o nome da festa). Estava lá eu, agora com 16 anos, iniciando minha vida social (já que ate então tudo se resumia à casa/escola/casa), enquanto curtia ao som de DJ Raul (ente outros) na não menos famosa (na época) Boite Vogue (owww festa boa... owww lugar legal), degustava a sensação do momento entre os adolescentes a tal da Keep Cooler (que na verdade era praticamente um suquinho). Daí uma amiga (cujo nome não será mencionado para preservar identidades) sugere de tomar um vinho de verdade, já que a tal da keep não tava com nada e era fraquinha... eu não acho o que fazer e entro na onda e vou direto no bar, voltando na sequência com uma garrafa de vinho (seco – bleh) e dou um copo pra ela beber. A lazarenta reclama que não gosta de vinho seco, a garrafa já estava aberta, eu já tinha comprado, fazer o que né, só me restou matar a tal sozinha. Resumindo. Voltei pra casa de carona com duas pessoas que nunca tinha visto na vida e que pararam pra me pedir informação de como sair de Sobradinho (eu não só os ensinei a sair da cidade como os fiz me deixar na porta de casa) e pra fechar com chave de ouro acordei na rede, abraçada com a toalha de mesa e ainda de sapatos.

Por hora ta grande... amanhã continuo com os próximos anos.

21 janeiro, 2008

para posteridade

hahahahahaha a preguiça impera eu meu ser (sic) e não quero trabalhar (sic again) então... resta postar.
Fútil... meu mundo hoje. Fútil, porém útil. Bleh!!

Daí que ontem eu estava pensando sobre a maratona de provas que está por vir. Provas de vestidos. Só de imaginar minha barriga foi assolada por um friogélido igualim aquele que frigelesdemelão da na boca. Ai ai ai ai eu tô com medo!!!!!

coraçãozinho aflito

jisuuuusssssss será que esse ano vai ter passeio pelo HBDF e HRAN?!?!?!?!?!
nããããããããããããããããoooooooooooooooooo mil vezes não.

Papai do Céu... este ano que passou, a partir do mês de março pra ser mais precisa, eu me comportei como uma verdadeira Lady. Não fiz nada que podesse desabonar minha conduta como uma boa mãe, boa filha e boa noiva que sou (sic). Sendo assim tenho certeza que mereço um carnaval com melhores presságios. Amém!

que coisa não

E ai que o carnaval está chegando, e mais uma vez não irei concretizar um dos meus planos enquanto viva (ou enquanto o Bell for vivo) que é sair no Camaleão (deve ser uma coisa inenarrável), enfim... ainda não será dessa vez.
A desculpa desse ano é o tal "just married" ai ai ai ai eu tô com medo!!!!! (mais posts sobre o dito outro dia, quem sabe, enquanto isso, morram de curiosidade - ahahahahaha como se alguém se interessasse).

Como na propaganda da Fiat (sem propaganda ja que eu ando de volks) hoje meu humor é algo do tipo macabro... acho que pq ontem vi um filme interessante, sobre um homem pacato que cultivava um alter-ego homicida, e não é que eu consegui rir nesse filme... com certeza deve ser por isso que meu humor hoje está macabro, deve ser meu alter-ego quase homicida querendo surgir. hahahahahahahahahaha (risadinha do mal, como a do Mau que assola os esgostos do castelo rá-tim-bum, bum bum bum castelo ratimbum).

14 janeiro, 2008

o tempo e o vento

Quando a saudade invade o coração da gente
Pega a veia onde corria um grande amor
Não tem conversa nem cachaça que de jeito
Nem um amigo do peito que segure o chororô

Que segure o chororô
Que segure o chororô

Saudade já tem nome de mulher
Só pra fazer do homem o que bem quer
Saudade já tem nome de mulher
Só pra fazer do homem o que bem quer

O cabra pode ser valente
E chorar
Ter meio mundo de dinheiro
E chorar
Ser forte que nem sertanejo
E chorar
Só na lembrança de um beijo
E chorar

03 janeiro, 2008

minh'alma por hora

Quando penso em você
Fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa
Menos a felicidade

Correm os meus dedos longos
Em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego
Já me dá contentamento

Pode ser até manhã
Cedo, claro, feito o dia
Mas nada do que me dizem me faz sentir alegria

Eu só queria ter do mato
Um gosto de framboesa
Pra correr entre os canteiros
E esconder minha tristeza
E eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza ...
Deixemos de coisa, cuidemos da vida
Senão chega a morte
Ou coisa parecida
E nos arrasta moço
Sem ter visto a vida


Canteiros
Composição: Fagner / sobre poema de Cecília Meireles

minh'alma

Uma parte de mim é todo mundo
Outra parte é ninguem, fundo sem fundo
Uma parte de mim é multidão
Outra parte estranheza e solidão
Uma parte de mim pesa, pondera
Outra parte delira
Uma parte de mim
Almoça e janta
Outra parte se espanta
Uma parte de mim é permanente
Outra parte se sabe de repente
Uma parte de mim é só vertigem
Outra parte linguagem
Traduzir uma parte na outra parte
Que é uma questão de vida e morte
Será arte?
Será arte?
Será arte?




Traduzir-se
Composição: Ferreira Goulart